Universo
 Sistema Solar
 Ar
 Água
 Solo
 Ecologia
 Seres Vivos
 Reino dos Animais
 Reino das Plantas
 Corpo Humano
 Mais Conteúdos [+]

 Seres Vivos
 Os Vírus
 Reino Monera
 Reino Protista
 Reino Fungi
 Reino Plantae
 Genética
 Citologia
 Biotecnologia
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Laifis de Biologia
 Área dos Professores
 Fórum de Discussão
 Glossário Biológico

 Jogos de Ciências
 Biokids
 Macetes

 Jornal Só Biologia
 Notícias
 Curiosidades
 Dicas de Etiqueta
 Grandes Cientistas
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

 

O que é a gripe H1N1?


Nova cepa de gripe é mistura genética

A gripe H1N1 ou suína, como ficou conhecida no início da epidemia, é uma doença respiratória aguda altamente contagiosa frequente em porcos. Estes animais podem ser infectados, ao mesmo tempo, por mais de um tipo de vírus, o que possibilita que os genes dos vírus se misturem.

Por isso, a suspeita dos especialistas é que a doença que está contaminado pessoas atualmente seja provocada por um vírus que contém genes de várias origens – chamado de recombinante (veja como funciona a recombinação).

É um vírus que contém a mistura de genes que provocam a gripe suína, a aviária e a humana.

 


Contaminação

 

As primeiras pessoas infectadas provavelmente tiveram contato com porcos, em fazendas e agropecuárias, por exemplo. No entanto agora o contágio está ocorrendo principalmente pelo contato próximo entre uma pessoa e outra, especialmente pela tosse ou espirros – daí o motivo do uso das máscaras.

Não foram identificados quaisquer tipos de contaminação em relação ao consumo de carne suína ou os seus derivados. O vírus da gripe suína não resiste ao cozimento em temperatura superior a 70ºC, como se recomenda para a preparação de carne de porco e outras carnes.

 

Epidemiologistas estão especialmente preocupados com o fato de os mortos identificados até agora serem adultos jovens, o grupo normalmente menos vulnerável à gripe. É possível que idosos e crianças tenham resistido à doença por terem sido vacinados.

Sintomas

Assim como a gripe humana comum, a suína apresenta os sintomas: febre (superior a 39ºC), cansaço, fadiga, dores pelo corpo, corizas e tosse. Existe vacina para os porcos, porém ainda não se descobriu uma que possa ser utilizadas pelos humanos.

De acordo com a OMS, o medicamento antiviral Tamiflu, em testes iniciais mostrou-se efetivo contra o vírus da gripe suína. O tratamento, para funcionar, tem de ser feito nas primeiras 48h.

 

Diagnóstico

O diagnóstico é feito da mesma maneira da gripe comum. Quando observados os sintomas da doença, recolhe-se material para análise, normalmente o muco do nariz e da boca.

Em uma pessoa com suspeita, primeiramente se faz o chamado teste rápido para detecção do vírus influenza. É um kit que permite identificar a presença do vírus influenza. Se o teste rápido der positivo, o material colhido é mandado para um laboratório especializado, e ali se identifica se o vírus encontrado é ou não da gripe suína.


Imunização


O infectologista André Lomar, defende que a vacinação habitual contra gripe (influenza) não combate o vírus suíno, mas pode amenizar muito discretamente os sintomas. "Ainda não há vacina específica e para ser feita levaria no mínimo seis meses", disse o infectologista numa previsão positiva da comunidade científica.

 

Rapidinhas sobre a gripe suína

Porque a gripe suína mata?
Esse vírus tem a capacidade de atingir os pulmões e pode não só causar uma pneumonia (que leva à morte pela insuficiência respiratória) como predispõe o pulmão a ser infectado por outras bactérias.
Uma pessoa com a gripe suína pode se curar?
Pode. A maioria dos casos está sendo curado espontaneamente. Por enquanto ainda não se sabe o percentual de cura. Até agora, a gripe suína está sendo menos letal do que a gripe aviária, mas se espalha com mais rapidez, porque é transmitida de humano para humano.
Se uma pessoa é contaminada uma vez, faz tratamento e melhora, ela pode ser contaminada novamente?

Provavelmente não, porque ela adquire uma proteção contra esse tipo de vírus da gripe. Mas não contra outros tipos.

A pessoa fica com o vírus “para sempre” mesmo depois de melhorar?

Não. O vírus infecta a pessoa, causa sintomas, ou não, desaparece e depois deixa essa pessoa com uma proteção contra ele (anticorpos).

Como eu posso fazer para me prevenir da gripe?
  • Mantenha hábitos de higiene, como lavar as mãos.
  • Ao tossir ou espirrar cubra a boca e o nariz com um lenço, de preferência descartável.
  • Evite o contato direto com pessoas doentes.
  • Também não compartilhe alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal. Evitar tocar olhos nariz e boca.

 

 


Fontes:

Estadão online - Surto de gripe no México e EUA tem potencial de pandemia - 25/04/2009

BBC Brasil - OMS: Gripe suína pode virar pandemia - 25/04/2009

JC online - Tamiflu parece ser efetivo contra gripe suína, diz OMS - 25/04/2009

Jornal Zero Hora- pag. 4-6- 29/04/2009

 

Curta nossa página nas redes sociais!

Mais produtos

 

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2017 Só Biologia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.